Anuncio

Hospital Regional do Cariri, tem 100% dos leitos de UTI para Covid ocupados

Foto: Divulgação/Governo do Ceará

O Hospital Regional do Cariri Monsenhor Murilo de Sá Barreto (HRC), em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, registrou 100% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 nesta quarta-feira (12). Já em relação aos leitos de enfermaria, a ocupação é de 80%. Os dados são do IntegraSUS, portal da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

A unidade, que atende 45 municípios da macrorregião de saúde do Cariri, possui deste setembro do ano passado 22 leitos para pacientes com o novo coronavírus. Destes, dez leitos são de UTI, dez de enfermaria e dois leitos para observação.

Conforme a diretora do HCR, Demostênia Coelho Rodrigues, o aumento na ocupação de leitos coincidiu com as festas de fim de ano.

“Nos últimos meses não vinhamos percebendo a ocupação total desses leitos, porém, agora em janeiro, principalmente depois das festas de fim de ano, nós temos observado uma crescente nessa ocupação, chegando hoje a 100% de ocupação dos nossos leitos de UTI Covid, com pacientes suspeitos e confirmados e 80% de ocupação na nossa enfermaria Covid”, afirma a diretora.

Com o aumento das internações por Covid, o Hospital Regional do Cariri, que chegou a ter uma unidade de campanha para esses casos, agora estuda junto a Sesa a ampliação dos leitos da unidade,.

“Estamos em constante avaliação desses números junto a Secretaria Estadual da Saúde para que, se necessário for, possamos ampliar essa oferta de leitos para a população”, disse Demostênia.

A diretora também destaca a importância das pessoas manterem o cuidado para evitar a proliferação do novo coronavírus.

Fonte: Caririceará


“Não podemos esquecer que a pandemia ainda não acabou e que nós estamos no pior período do ano no tocante as gripes. Os sintomas gripais se confundem muito com os sintomas da Covid, portanto, precisamos redobrar nossos cuidados. Mantenham o uso das máscaras, higienizem as mãos com bastante frequência e, principalmente, evitem aglomerações se manifestarem algum sintoma gripal”. 

Postar um comentário

0 Comentários