Anuncio

Balanço geral da câmara de Juazeiro - Tribuna da casa é usada por populares que fazem denúncias contra a gestão municipal


Descaso no bairro Campo Alegre, e assédio na guarda municipal são os motivos das denúncias 

Imagens: Lucas Vieira/ Agência Caririensi 

Agência Caririensi

O guarda municipal de nome Adalberto, fez sérias denúncias na tribuna da câmara municipal de Juazeiro na sessão desta terça-feira, 03, contra o comandante da guarda municipal de Juazeiro, o Josimar Correia do Santos. 
Segundo o guarda municipal, foi cedido pelo o comando uma arma de fogo de forma irregular, para um outro guarda municipal que não tinha porte, nem posse de arma,  fazer a segurança pessoal do prefeito Glêdson Bezerra, na tradicional subida da ladeira do Horto, na sexta-feira santa, em Juazeiro. Ainda no uso da tribuna, o servidor denunciou diversos pregões eletrônicos que seriam superfaturados, de abastecimentos de combustíveis, contratações de estagiários, e descaraterização de transporte da instituição para uso com finalidades pessoais. 

A presidente da CCDS do Campo Alegre, Cleonice, usou a tribuna para denunciar o descaso do pode público no bairro Campo Alegre. Falta de mobilidade urbana, de transporte público, saneamento básico, e infraestrutura no bairro.

Ainda na sessão ordinária, foi colocado em votação no plenário a marcação da eleição da mesa diretora, para segunda-feira, 09, de Maio de 2022, às 19:00 h, na sede da Rua do Cruzeiro. 
O projeto de emenda a lei Orgânica é de autoria da vereadora Yanny Brena(PL), e tem 12 vereadores como co-autores.

Vereadores Janu(REPU), Rafael Cearense(PODE), e David Araujo(PTB), fizeram sérias denúncias do projeto, acusando de ter sido fraudado e que a eleição poderia ser barrada por à justiça, por existir vício no projeto.

O presidente William Bazilio(PMN), falou sobre o balanço geral da camarão municipal 

Veja o vídeo:
      Imagens: Agência caririensi/Lucas Vieira

Postar um comentário

0 Comentários