Anuncio

Câmara de Juazeiro realiza audiência pública sobre a permanência do centro cultural do Banco do Nordeste

Aconteceu na manhã desta quarta-feira, 11 de maio de 2022, audiência Pública na Câmara de Vereadores de Juazeiro do Norte com a finalidade de discutir a permanência do Centro Cultural Banco do Nordeste – CCNB em Juazeiro. 

Imagens: Reprodução/ ASCOM

Agência Caririensi 

Aconteceu na manhã desta quarta-feira, 11 de maio de 2022, audiência Pública na Câmara de Vereadores de Juazeiro do Norte com a finalidade de discutir a permanência do Centro Cultural Banco do Nordeste – CCNB em Juazeiro. 

A audiência foi presidida pelo Vereador Romão França, de quem partiu a iniciativa da realização da audiência, estando também presentes a Vereadora Jacqueline Gouveia e o Vereador Testinha.
 Os deputados Federais Pedro Bezerra e André Figueiredo enviaram falas em apoio a defesa da manutenção do CCBNB em Juazeiro e da derrubada dos vetos às leis que beneficiariam o setor cultural brasileiro, como a Aldir Blanc. Ressalta-se que o presidente da Fecomércio, Luiz Gastão, enviou vídeo e disponibilizou-se para viabilizar todo apoio ao CCBNB para que permaneça em Juazeiro do Norte.
 Os Deputados Estaduais Fernando Santana, Davi de Raimundão e Nelinho também enviaram mensagens em apoio à luta e se colocando ao dispor para o fortalecimento da base frente a justa causa. O momento contou com a presença de Ricardo Pinto (CCBNB), Elane Lavor (SESC), Zuleide Queiroz, (professora universitária e vice-presidente do ANDES), Luciana Dantas (ICVC), André de Andrade (Cia de Teatro Livremente), Rogê Venâncio (artista), Petrônio Alencar (artista), Claudinalia Rocha (produtora), Renato Dantas (memorialista e artista), Demontier Cinquentinha (PSOL), Levi Rabelo (Diretório Central dos Estudantes da UFCA), além de representantes do SISEMJUN e outros artistas, assim como do Secretário Municipal de Cultura, Vandinho Pereira, representando o Poder Executivo juazeirense.

Quanto ao prédio onde hoje funciona o CCBNB, estaria este equipamento com laudo dos bombeiros que determinaria a necessidade de uma reforma de cunho estrutural, mas que visivelmente o Governo Federal não teria interesse em realizar, tendo este a vontade de vender/leiloar ou dar outro fim, sem ser cultural, ao equipamento público.

Ademais, a audiência clarificou que outros município, além de Juazeiro estão abertos a possibilidade de receber o CCBNB, mas que a prioridade do CCBNB tem a ver com permanecer em Juazeiro, no entanto, somente o prédio do Teatro Marquise Branca abarcaria o que demanda a necessidade do CCBNB, equipamento este que a municipalidade não disponibiliza, argumentando já ter projeto para o local. Em suma, o Governo Federal sucateia o setor cultural e a Prefeitura Municipal tem o poder de decidir quanto ao impasse referente a permanência do CCBNB em Juazeiro do Norte, se o Prefeito disponibilizar o equipamento Teatro marquise Branca para atender ao que garantiria a continuidade das programações do CCBNB em Juazeiro do Norte.

Postar um comentário

0 Comentários