Anuncio

Paulo Cupertino, assassino do ator Rafael Miguel, é preso três anos após o crime

O criminoso integrava a Difusão Vermelha da Interpol e era o mais procurado da lista policial de São Paulo

Imagens: Reprodução/ Redes Sociais 

Paulo Cupertino Matias, assassino do ator Rafael Miguel e dos pais dele, foi preso nesta segunda-feira (15), em São Paulo, após três anos do crime. Ele integrava a Difusão Vermelha da Interpol e era o mais procurado da lista policial de São Paulo.

Paulo matou Rafael, que tinha 22 anos e namorava a filha dele, Isabela Tibcherani, e os pais dele: João Alcisio Miguel, de 52 e Miriam Selma Miguel, 50. 

O crime ocorreu em 2019, na frente da casa onde Isabela morava com a mãe. A motivação do crime seria o fato de o atirador não aceitar o namoro da filha com o ator. Cupertino é acusado de homicídio triplamente qualificado. 

De acordo com o G1, a prisão foi efetuada por policiais da 6ª Seccional. Cupertino foi encaminhado ao 98º Distrito Policial, no Jardim Miriam, na zona sul de SP.

ESCONDERIJO EM MATO GROSSO DO SUL 
Investigações descobriram que Paulo Cupertino morou por oito meses em Mato Grosso do Sul (MS), durante a fuga. Ele era conhecido na cidade de Eldorado como Manoel Machado da Silva, o Seu Manuel. 

Segundo o G1, ele estava sempre de máscara e usava uma barba grande para ajudar no disfarce. Ele frequentava muito uma barbearia, uma lotérica e até posto de saúde da cidade.

A Polícia chegou a descobrir que ele estava no MS em 2020, mas o criminosos conseguiu fugir em outubro daquele ano. Cupertino trabalhava para um homem chamado Alfonso. 

"A polícia acredita que Paulo Cupertino e o Alfonso se conheceram em Ponta Porã. Lá, já sabendo dos fatos, Alfonso ajudou Cupertino e ofereceu uma vaga de caseiro na fazenda dele. Ali, ele viveu como Seu Manoel até o dia da fuga", explicou o delegado Pablo Reis há época.

ISABELA TIBCHERANI
Isabela Tibcherani, namorada de Rafael Miguel à época, se pronunciou sobre a prisão do pai. Ela confirmou que soube do ocorrido, mas prefere se posicionar depois: "Não consigo falar muito a respeito agora". 

"Mas quero agradecer a todas a mensagens e todo apoio. É uma mistura muito grande de sentimentos e agora preciso de espaço", escreveu no Instagram. 

RELEMBRE O CRIME 
Acompanhado pelos pais, o ator de 22 anos, que estrelou "Chiquititas", foi até a casa da namorada para conversar sobre o relacionamento naquele 9 de junho de 2019.

Paulo Cupertino chegou no local já armado e atirou contra as vítimas ainda no portão da residência. Rafael Miguel foi atingido por sete dos 13 tiros disparados.

Segundo o laudo necroscópico, os tiros atingiram a cabeça, o braço esquerdo, o peito e as costas.

Reprodução: Diário do Nordeste


Postar um comentário

0 Comentários