Anuncio

PRFs mortos na BR-116 eram especialistas em escoltas de autoridades; saiba quem são eles

Vítimas foram baleadas por um homem ainda não identificado

Imagens: Reprodução/ Arquivo Pessoal

Os policiais rodoviários federais mortos na manhã desta quarta-feira (18) na BR-116, em Fortaleza, foram identificados como Márcio Hélio Almeida de Souza, de 52 anos, e Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho, de 45 anos, ambos cearenses.

Segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Ceará SINDPRF/CE, Erivaldo Silva, os agentes eram lotados no Grupo de Motociclismo Regional (GMR) da PRF e eram especialistas em escoltas de autoridades. 

Os dois agentes estavam no local atendendo a uma ocorrência de trânsito em virtude de um acidente que deixou o tráfego lento. Segundo informações preliminares, em uma abordagem ao suspeito, que estava andando em meio aos veículos, eles tiveram a arma roubada e foram assassinados. 

Márcio Hélio estava na Polícia Rodoviaria Federal (PRF) desde o ano de 2006. Já Raimundo Bonifácio ingressou na corporação um ano antes, em 2005. Os dois também já foram agentes da Autarquia Municipal de Trânsito de Fortaleza (AMC). 

Morte após luta corporal
Vídeos mostram o momento em que os agentes entram em luta corporal com o suspeito e depois são atingidos. Logo depois, o homem é baleado já na rodovia.

"Era um policial que estava passando de folga, viu os policiais em luta corporal, viu que o elemento roubou a arma do policial e foi contra-atacar. Ele agiu de toda a cidadania possível", afirmou o PRF Márcio Moura. 
Conforme o PRF Márcio Moura, o criminoso foi baleado por um terceiro policial, à paisana, que trafegava pelo local no momento do ocorrido. O suspeito não resistiu aos ferimentos. 

A Polícia Federal e a Polícia Civil estão investigando o caso, mas ainda não se pronunciaram oficialmente. 

Reprodução: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários