Anuncio

'Nada vai apagar esse amor', diz filho de casal de idoso cearense assassinado no Rio de Janeiro

Os idosos Geraldo Coelho, 73 anos e Osélia Coelho, 72 anos foram encontrados mortos em um apartamento no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro; genro é o principal suspeito.

Imagem: Reprodução/ Arquivo Pessoal 

O filho do casal de idosos encontrado morto a facadas, na madrugada deste sábado (25) em um apartamento no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro, o professor de inglês e influenciador digital Felipe da Silva Coelho fez uma publicação nas redes sociais para prestar solidariedade aos pais.
"Para sempre juntos, nos braços do Pai. Meus amores eternos. Nada vai apagar esse amor. Te amo pai. Te amo mãe", publicou o filho.

Os idosos foram identificados como Geraldo Coelho, 73 anos e Osélia Coelho, 72 anos.
A família Coelho é natural de Fortaleza, no Ceará. Felipe se mudou para o Rio para morar com o namorado. Os pais dele chegaram na cidade no dia 17 de junho para visitar o filho e voltariam para casa na próxima terça-feira.

O crime
De acordo com informações da Divisão de Homicídios, que investiga o caso, suspeito do crime, que é oficial da Marinha, seria namorado do filho do casal e teria atacado as vítimas supostamente motivado por ciúmes.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o pedido de socorro foi feito pouco depois da meia-noite e atendido pelo Quartel do Humaitá. Ao chegarem no local, um apartamento na Rua Pio Corrêa, os bombeiros encontraram os idosos já mortos e um homem inconsciente, apontado pela polícia como suspeito do crime.
O suspeito do crime foi identificado como sendo o oficial da Marinha Cristiano Lacerda, de 40 anos, que foi levado inconsciente para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde permanecia sob custódia policial. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o estado de saúde dele é estável.

Reprodução: G1 Ceará

Postar um comentário

0 Comentários