Anuncio

Presidente Darlan Lobo convoca secretário após receber ‘defesa’ de empresas investigadas por fraude a licitação


O presidente Darlan Lobo (PTB) contestou, durante a sessão ordinária desta terça-feira (21), o conteúdo de um documento enviado pelo secretário de Infraestrutura, José Maria Pontes, que justifica os contratos firmados entre a Prefeitura de Juazeiro do Norte e as empresas Coral, Cosampa e Werton Engenharia.

Imagem: Agência Caririensi/ Lucas Vieira 

O presidente do Legislativo classificou a correspondência como uma ‘defesa’ das empresas citadas em inquérito policial que apura suposta participação em fraude a licitação.

“Como é que o secretário mandou quatro folhas para a Câmara dizendo que a empresa é inocente até que se prove o contrário, que está em fase de investigação. Eu, que sou só investigado, fui afastado por seis meses das minhas funções. Eu só pedi para suspender as atividades das empresas e os pagamentos. As empresas não têm nenhuma punição?”, questionou o parlamentar.

Darlan Lobo ainda convocou o secretário José Maria Pontes para esclarecer a suposta ‘defesa’ das empresas Coral, Werton Engenharia e Cosampa. “[Ele] está defendendo empresas que são citadas de fraudar licitação em Juazeiro do Norte. Uma das empresas que mais arrecada dinheiro de Juazeiro. Convoquei para que ele venha fazer essa defesa ao vivo para a população”, completou.

Capitão Vieira defende abertura de CPI para investigar ‘contrato do lixo’

O vereador Capitão Vieira Neto (PTB) denunciou um suposto favorecimento a MM Locações – empresa responsável pela coleta de resíduos sólidos em Juazeiro do Norte. O parlamentar questionou o fato de tanto a empresa quanto a Secretaria de Meio Ambiente (Semasp) não atenderem às convocações da Câmara Municipal e até recusado o recebimento de ofícios.

“Escondem os documentos, se recusam a vir aqui, mas [a gestão] paga o contrato cheio todos os meses. Simplesmente a empresa recusou receber um ofício da Câmara de Vereadores”, lamentou.

Vieira Neto fez ainda uma espécie de ‘montagem dos fatos’ para amarrar as denúncias contra a MM. Ele apresentou fotos de caminhões da empresa estacionados, segundo ele, em um imóvel do empresário Gilmar Bender – sogro do secretário Diogo Machado, titular da Semasp. O terreno, afirma o parlamentar, foi alugado pelo valor de R$ 30 mil mensais. 

“Sabe onde a MM funciona? No prédio de Gilmar Bender. Sabe quem é Gilmar Bender? É o sogro do secretário Diogo Machado, que é quem paga a MM. Sabe quem foi o maior financiador da campanha do prefeito Glêdson Bezerra? Gilmar Bender”, apontou o vereador, que defendeu a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias.

       Imagem: Agência Caririensi/ Lucas Vieira 

Postar um comentário

0 Comentários