Anuncio

Após 28 anos de existência, nota de R$ 100 compra hoje o mesmo que R$ 13,91 em 1994

Com a inflação acumulada entre julho de 1994 e junho deste ano em 653,06%, para ter o mesmo poder de compra da nota de R$ 100 de julho de 1994, o consumidor teria de gastar hoje R$ 748,04.

Imagem: Reprodução/ Banco Central

A nota de R$ 100 era a de maior denominação quando o real foi lançado, em julho de 1994. Desde então, perdeu 86,09% de seu poder de compra. Isso quer dizer que, descontada a inflação, a nota de R$ 100 compra, hoje, o mesmo que seria possível comprar, há 28 anos, com apenas R$ 13,91.
Os cálculos são do economista Bruno Imaizumi, da LCA Consultores.
Com a inflação acumulada entre julho de 1994 e junho deste ano em 653,06%, para ter o mesmo poder de compra da nota de R$ 100 em julho de 1994, o consumidor teria de gastar hoje R$ 748,04, destaca o economista.

Poder de compra da nota de R$ 100 em valores de 2022
Em 1994, nota comprava o que hoje custaria R$ 748,04

Reprodução: G1 Ceará 

Postar um comentário

0 Comentários