Anuncio

Izolda sanciona lei que prevê demissão de servidor que agredir mulheres

"Seguimos na luta no enfrentamento da violência contra a mulher", destacou a governadora

Imagem: Reprodução/ Redes Sociais 

A governadora Izolda Cela (PDT) sancionou nesta quinta-feira, 21, um projeto de lei que permite a demissão de funcionários públicos do Estado envolvidos em casos de violência doméstica e familiar contra mulheres. "Seguimos na luta no enfrentamento da violência contra a mulher", destacou.

Segundo Izolda, a nova medida, aprovada pela Assembleia Legislativa, "fortalece esse cerco de proteção e tem como objetivo uma sociedade mais respeitosa e mais pacífica". Ela informou ainda que a atual gestão já inaugurou duas unidades da Casa da Mulher Cearense, sendo uma em Juazeiro do Norte e outra em Sobral, e construirá outros quatro espaço, na cidades de Iguatu, Crateús, Tauá e Quixadá. "Aproveito para agradecer o empenho das nossas deputadas e deputados na aprovação dessa importante medida. A secretária de Proteção Social, Onélia Santana, e a ex-secretária Socorro França também participaram da assinatura", completou.

Seguimos na luta no enfrentamento da violência contra a mulher. Sancionei hoje a lei que altera o estatuto dos servidores estaduais e prevê a demissão do funcionário público em caso de violência doméstica e familiar contra a mulher. (cont) pic.twitter.com/IKeJ4zKYum

Reprodução: O povo

Postar um comentário

0 Comentários