Anuncio

Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de matar petista no Paraná

Jorge Guaranho segue internado e deverá ser transferido para uma UTI

Imagem: Reprodução/ Redes Sociais 

O suspeito de matar o tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, no Paraná, teve a prisão preventiva decretada pela Polícia Civil. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (11) pelo promotor de Justiça Tiago Lisboa.

Jorge Guaranho, agente penal e apoiador de Jair Bolsonaro, assassinou a tiros o também guarda municipal Marcelo Arruda, de 50 anos, na madrugada desse domingo (10).

O boletim mais atualizado sobre o homem diz que ele está em estado grave e deve ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

CRIME
Marcelo Arruda celebrava a chegada dos seus 50 anos de idade com uma festa temática dedicada ao Partido dos Trabalhadores (PT) e em apoio ao pré-candidato a presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Segundo boletim de ocorrência, Guaranho não era conhecido por nenhum dos convidados e nem foi chamado para a festa. Ele chegou ao local, a bordo de um veículo em que estavam ainda, uma mulher e um bebê, gritando "Aqui é Bolsonaro!".
Depois disso, ele teria saído do local e retornado logo depois, sozinho e armado. Foi quando invadiu a festa e atirou contra o aniversariante.

Reprodução: Diário do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários