Anuncio

Pesquisa do PDT traz RC 10 pontos à frente de Izolda e em empate técnico com Wagner

Pesquisa foi apresentada aos quatro pré-candidatos nesta quarta-feira; com a margem de erro, o ex-prefeito já estaria tecnicamente empatado com Capitão Wagner

Imagem: Reprodução/ Redes Sociais 

Pesquisa Quaest contratada pelo PDT Ceará para a eleição deste ano no Estado aponta que o ex-prefeito Roberto Cláudio (PDT) tem vantagem de dez pontos sobre a governadora Izolda Cela (PDT) em cenários contra o deputado Capitão Wagner (UB). Os dois disputam internamente o posto de candidato do PDT na eleição deste ano ao Governo do Ceará.

No cenário em que disputa contra o ex-prefeito, Wagner desponta com 44% dos votos, contra 40% de Roberto Cláudio. Já em uma eventual eleição contra Izolda, o deputado do União Brasil tem 52%, contra 30% da governadora. Levando em consideração a margem de erro, de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos, Capitão Wagner e Roberto Cláudio estariam tecnicamente empatados.

Pesquisa espontânea estadual no Ceará

Na modalidade de pesquisa espontânea, quando não é apresentada ao entrevistado uma relação com os possíveis candidatos, Capitão Wagner possui 6% das intenções, seguido pelo ex-governador Camilo Santana (PT), com 3%. Izolda Cela e Roberto Cláudio estão empatados, com 2%. Outros nomes somam 3% das menções, com indecisos chegando a 82%. Brancos e nulos são 2%.

Rejeição no Ceará

Quando questionados sobre qual candidato não votariam "de jeito nenhum", 38% dos entrevistados citaram o deputado Capitão Wagner. Aparece logo depois o ex-prefeito Roberto Cláudio, com 37%, e a governadora Izolda Cela, 23%.

Divisão interna

O resultado da pesquisa foi apresentado aos quatro pré-candidatos pedetistas em reunião com Ciro Gomes (PDT) na tarde desta quarta-feira, 6, na sede do PDT Ceará.

Internamente, o desempenho dos candidatos reforçou clima de maior competitividade de uma eventual candidatura do ex-prefeito, que teria "maior fôlego inicial" na disputa com Wagner. "Há o entendimento que

A tese, no entanto, vem sendo contestada por pedetistas aliados de Izolda Cela. Em conversa com a coluna, diversos parlamentares disseram que planejam protestos internos caso as pesquisas de opinião forem escolhidas como critério decisivo para a definição da candidatura.

Reprodução: O Povo

Postar um comentário

0 Comentários